INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 19/01/2021

João Pedro Boskovic Cortez | joao.cortez@vallya.com

Alexandre Groszmann | alexandre.gros@vallya.com

Destaques do Dia MRS demonstra otimismo com renovação antecipada: a expectativa é que o projeto seja enviado para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) até abril, para que o aditivo seja assinado no terceiro trimestre, de acordo com informações dadas pelo presidente da companhia, Guilherme Mello. Em troca da extensão do prazo contratual por 30 anos a companhia deverá investir R$ 7,5 bilhões em obras para expansão e outorgas. Um dos principais objetivos da concessionária, que atua no triângulo entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, é diversificar as cargas transportadas na via - antes muito focadas na produção dos acionistas Vale, Gerdau, Usiminas e CSN. Para tanto, a principal obra será a segregação de linhas, separando o transporte de cargas e de passageiros em São Paulo. O trajeto é atualmente compartilhado com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Esta separação permitirá ganhos de eficiência na movimentação de carga entre São Paulo e o Porto de Santos, e também possibilitará a implementação do Trem Intercidades (TIC), projeto de mobilidade do governo paulista. As renovações antecipadas da Rumo (Malha Paulista) e Vale (EFC & EFVM) já foram realizadas. Outras concessões ferroviárias aguardam em conjunto com a MRS, embora em fase inicial: a VLI (FCA) e Rumo (Malha Sul). Governo do Rio Grande do Sul adia leilão de privatização de distribuidora da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE-D): o certame, que aconteceria em 3 de fevereiro, foi remarcado para o dia 31 de março, às 8h, na sede da B3, em São Paulo. Já a entrega de propostas pelo ativo, antes prevista para 29 de janeiro, passou para 26 de março, das 9h às 12h, também na B3. De acordo com o secretário estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos, a prorrogação ocorreu a pedido de interessados no processo, que alegaram que a proximidade desse leilão com outros do setor (CEB-D e linhas de transmissão) ocuparam as atenções no final do ano passado, não restando tempo para análise dos documentos. Iniciado em 2019, o processo de privatização da CEEE está sendo conduzido pelo BNDES. A unidade de distribuição de energia será vendida separadamente dos negócios de geração e transmissão. No caso da distribuidora, o controle acionário será alienado pelo preço mínimo de R$ 50 mil. O baixo preço é justificado pela condição financeira debilitada da distribuidora: até junho de 2020 havia um passivo estimado de R$ 3,4 bilhões somente em ICMS não pago. Iguá Saneamento posterga plano de abertura de capital: segundo informações vinculadas, o conselho de administração da companhia optou por finalizar uma transação com o Canada Pension Plan (CPP) para receber um aporte de aproximadamente R$ 500 milhões e deixar para o futuro os planos de abertura de capital (IPO). O CPP fez uma oferta mínima para aportar R$ 1,1 bilhão na Iguá – desse valor, cerca de R$ 600 milhões são para aquisição de participações secundárias (de outros acionistas) e R$ 500 milhões para injeção de capital. A companhia está sendo avaliada em R$ 2 bilhões na rodada pré-capitalização e, portanto, em R$ 2,5 bilhões no post-Money. A expectativa é que a assinatura do negócio possa ser feita dentro de 30 dias. Vale ressaltar que outra canadense, a Alberta Investment Management Compay (AimCo), também tem participação importante na companhia de 49,2%. Em conjunto, a CPP e AimCo deterão conjuntamente 85% da empresa. A Iguá Saneamento deve disputar os quatro lotes do leilão de concessão da Cedae. No total, eles demandam 10 bilhões de reais em investimentos com outorgas, mais um compromisso de investimento de 30 bilhões de reais. Movimentação de veículos em rodovias mantém tendência de estabilidade: os dados de movimentação de veículos nos ativos da CCR e da Ecorodovias registram variação dentro do observado ao longo das últimas semanas. Em comparação com o mesmo período do ano passado, a segunda semana de janeiro registrou queda de 0,3% nos trechos da CCR e de 4,6% nos trechos da Ecorodovias. Os dados dIvulgados pela CCR reforçam a tendência de expansão no transporte de cargas e estagnação na recuperação do transporte de passageiros. Enquanto a movimentação de veículos comerciais subiu 10,8% durante a segunda semana de janeiro, a movimentação de veículos de passageiros caiu 11,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. O único trecho da Ecorodovias que registrou expansão nesta base de comparação, de 9,8%, foi a Eco101, com os demais registrando movimentação abaixo do mesmo período do ano passado. ONS registra estabilidade na segunda semana de janeiro: os dados divulgados pela ONS apontam para estabilidade nos principais indicadores analisados durante a segunda semana de janeiro com alta de 1,4% na Carga de Energia e quedas de 0,8% na Geração de Energia e 1,0% na Demanda Máxima Horária em comparação com o mesmo período do ano passado.


Outras notícias

  • O Ministério de Minas e Energia agendou para 30 de setembro a realização dos chamados leilões e energia A-5 e A-6 de 2021, voltados à contratação de novos projetos de geração, segundo publicação no Diário Oficial da União. Os certames tem como objetivo viabilizar a implementação de usinas com início do fornecimento a partir de janeiro de 2026 e de 2027, respectivamente, com objetivo de atender à demanda das distribuidoras de energia, que suprem os consumidores finais. Empreendimentos hidrelétricos fecharão contratos para a venda da produção às distribuidoras por 25 anos, enquanto termelétricas poderão assinar contratos de 20 anos. Eólicas e solares disputarão contratos com 15 anos de duração.

  • A Santos Brasil venceu um edital para a exploração de 64 mil m2 no caís de Saboó, no Porto de Santos, por um período de 180 dias, de acordo com comunicado enviado ao mercado. De acordo com o documento, a companhia movimentará contêineres vazios, além de cargas geral e de projeto, reforçando a sua presença no Porto de Santos e a ampliação dos serviços ofertados à sua base atual e potencial de clientes na margem direita do porto, onde já opera uma área de 42.000 m² também no cais do Saboó.

  • Em função do grande número de inscritos na sessão passada, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou nesta terça-feira outra Audiência Pública para receber contribuições às minutas de edital e contrato, ao Programa de Exploração da Rodovia (PER) e aos estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental, para concessão do Sistema Rodoviário Rio de Janeiro (RJ) – Governador Valadares(MG).

  • A Prefeitura de São Paulo se comprometeu a não renovar dois contratos com o Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas) para gestão das unidades de saúde da capital paulista. A decisão atende a uma recomendação do Ministério Público (MP), uma vez que a entidade é alvo de investigações por desvios de verba pública em São Paulo e no Rio. Em nota, o Iabas “reafirma seu compromisso com a idoneidade, informa que está à disposição para colaborar com as autoridades e demonstrar a legalidade dos seus atos”.


Painel Infra Mensal




Painel Infra Semanal




Painel Apple




Painel Google




Referências

  • MRS está perto de renovar concessão (valor.globo.com)

  • Renovação de contrato da MRS ganha prioridade e sai até 3º tri (valor.globo.com)

  • Governo gaúcho adia leilão de privatização de distribuidora (valor.globo.com)

  • Iguá bate o martelo e troca IPO por investimento de R$ 1,1 bi do CPP (exame.com)

  • ANTT realiza nova Audiência Pública nesta terça-feira (19) (estradas.com.br)

  • Ministro diz não ver prejuízo se privatização da Eletrobras ficar para o segundo semestre (g1.globo.com)

  • Prefeitura de SP decide não renovar contratos com Iabas para gestão de unidades de saúde (g1.globo.com)

  • Santos Brasil vence edital para explorar 64 mil metros quadrados no Porto de Santos (moneytimes.com.br)

  • ANTT concluirá amanhã, 19/1, sessão virtual para concessão do Sistema Rodoviário RJ/MG (gov.br)

  • Governador Valadares: Duplicação da BR-116 é tema de audiência da ANTT (em.com.br)

  • Brasil investe em agenda de qualidade ambiental urbana, diz Salles (correiobraziliense.com.br)

  • Governo do RS remarca leilão de privatização da CEEE-D para 31 de março (valor.globo.com)

  • Governo agenda leilões de geração de energia para setembro (g1.globo.com)

  • STJ nega liminar para que Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão deixem de devolver R$ 1,5 bilhão (metrocptm.com.br)

  • Governo gaúcho adia leilão de privatização de distribuidora (valor.globo.com)


Copyright © Vallya 2020, Todos os direitos reservados.

Posts recentes

Ver tudo

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE 26/02/2021

João Pedro Boskovic Cortez | joao.cortez@vallya.com Alexandre Groszmann | alexandre.gros@vallya.com Destaques do Dia Anatel aprova edital do 5G: de acordo com o documento, as empresas deverão começar

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 25/02/2021

João Pedro Boskovic Cortez | joao.cortez@vallya.com Alexandre Groszmann | alexandre.gros@vallya.com Destaques do Dia Bolsonaro encaminha projeto de lei sobre privatização dos Correios ao Congresso: o

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 24/02/2021

João Pedro Boskovic Cortez | joao.cortez@vallya.com Alexandre Groszmann | alexandre.gros@vallya.com Destaques do Dia Bolsonaro encaminha MP ao Congresso para destravar privatização da Eletrobras: o p

 

CONTACT VALLYA

BRASÍLIA

SHIS QI 11
Conjunto 10 Casa 7

 

Lago Sul

Brasília - DF

 

+55 61 3364.0955

PEQUIM

Rm1810, Scitech Tower

 

22 Jianguomenwai

 

Pequim

China

 

+86 10 8511 3729

PORTO ALEGRE

Rua Prof. Langendonck, 57
6° andar

 

Petrópolis

Porto Alegre - RS

 

+ 55 51 3331.5004

Grupo Vallya 2020. Todos os direitos reservados.