INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 05/07/2022

Infraestrutura em Destaque

05/07/2022

Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com

João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com

Destaques do Dia Força Aérea Brasileira firma contrato com BNDES para concessão de área do Porto de Santos: A Força Aérea Brasileira (FAB) consolidou uma parceria com Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a concessão de uma área no Porto de Santos (SP). O objetivo é promover o desenvolvimento de um terminal de cargas com o aproveitamento econômico que o local possui. A FAB pretende utilizar uma área que é parte do seu domínio no Porto de Santos, onde poderia ser construído um novo terminal de cargas no complexo, como um meio de impulsionar as operações de movimentação de mercadorias no local. Assim, foi firmado um contrato com o BNDES, que será o responsável pela realização do processo para o leilão de concessão. A escolha da empresa será feita por meio de concorrência pública, que será administrada pelo banco. O BNDES seguirá com os processos para a abertura dos editais de concessão e demais etapas do processo, além da realização dos estudos entre o fim de 2022 e início de 2023, para que a concorrência seja realizada no segundo semestre do próximo ano. (Click Petróleo e Gás) Project Finance do BNDES pode atingir R$ 30 bi este ano: Os financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio de “project finance” podem chegar a R$ 30 bilhões neste ano, segundo a diretora de crédito à infraestrutura da instituição, Solange Vieira. No mais recente projeto sob este modelo, o banco aprovou mais de R$ 300 milhões para melhorias em aeroportos no Mato Grosso. O BNDES exigia muitas garantias da empresa para liberar recursos no modelo de crédito corporativo tradicional, que estendia prazos e atrasava os empréstimos. Com o “project finance”, o fluxo de caixa futuro de cada operação é considerado como principal fonte de receita para arcar com o crédito. Este modelo dá flexibilidade às empresas de infraestrutura de todos os portes, assumindo mais projetos, não deixando todas as suas garantias limitadas a uma ou duas grandes companhias. O banco de fomento aprovou financiamento de R$ 317,2 milhões para investimentos de infraestrutura nos aeroportos de Mato Grosso. O valor aportado pelo BNDES representa 65% dos R$ 500 milhões investidos em quatro empreendimentos. Neste caso, a previsão é que os investimentos mínimos obrigatórios estabelecidos pelo contrato de concessão sejam concluídos até outubro de 2023. Novas melhorias devem ser feitas após esse período, considerando a qualidade do serviço prestado aos passageiros. O financiamento será realizado em favor da Aeroeste Aeroportos, que venceu o leilão de concessões de aeroportos em 2019. O contrato prevê a gestão pela empresa até outubro de 2049. Os próximos projetos incluem concessões de saneamento, cujos financiamentos estão entre as prioridades para 2022, bem como a sexta rodada de concessão de aeroportos, que também podem ter empréstimos concluídos este ano. (Valor Econômico)

Outras notícias

  • A prefeitura de Brusque (SC) abriu uma consulta pública ontem (4), que deve permanecer disponível até o dia 17 de julho. Assim, os moradores já podem opinar sobre o novo modelo do transporte coletivo que é planejado para a cidade. As respostas podem ser enviadas on-line ou pessoalmente no Terminal Urbano. De acordo com equipe da secretaria de Fazenda e Gestão Estratégica, a qual coordena o processo, o futuro modelo de concessão do transporte coletivo deve se manter pelos próximos 20 anos, logo é essencial que o cidadão faça parte da mudança. (NSC Total)

  • A Prefeitura de Maringá (PR) enviou um projeto de lei para a Câmara de Vereadores solicitando autorização para contratar uma empresa para administrar a iluminação pública na cidade. O projeto será avaliado por comissões da Câmara antes de ir à votação. Caso seja aprovado, a prefeitura poderá abrir uma licitação para a contratação da empresa. Espera-se que a vencedora do edital seja responsável pela iluminação de ruas, avenidas, praças, jardins, estradas, passarelas e rodovias sob concessão do município. (G1)

  • A MRS Logística aprovou a assinatura do termo aditivo ao contrato de concessão de ferrovias com o governo federal. O objetivo é prorrogar a concessão em 30 anos, ou seja, a empresa seria responsável pelo ativo até 2056. De acordo com a MRS, após a aprovação do TCU, a documentação já foi ajustada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para incorporar todas as determinações. Neste momento, está em processo final de aprovação antes da assinatura do termo aditivo, a qual é prevista para ocorre em julho. (Valor)

Painel Infra Mensal

Painel Infra Mensal

Copyright © Vallya 2022, Todos os direitos reservados.

Posts recentes

Ver tudo

Infraestrutura em Destaque 01/12/2022 Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Destaques do Dia ANTT realiza audiência pública referent

Infraestrutura em Destaque 30/11/2022 Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Destaques do Dia Leilão definirá a concessão da loteria

Infraestrutura em Destaque 29/11/2022 Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Destaques do Dia Aneel abre consulta pública referente a