top of page

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 19/06/2024

Destaques do Dia

19/06/2024

João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com

Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com


Governo Federal e concessionária Fraport avaliam a situação do Aeroporto de Porto Alegre (RS): Ontem (18), o Governo Federal, representado pelo ministro da Casa Civil, Rui Costa, e os ministros Paulo Pimenta e Silvio Costa Filho, marcou uma reunião decisiva para discutir a situação do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. O objetivo da licitação é garantir que a Fraport cumpra suas obrigações contratuais e restaure a operação do aeroporto o mais rápido possível. Em audiência pública promovida pela OAB/RS, a reunião foi definida como "decisiva" para determinar os próximos passos da concessionária. O edital atual, estruturado pelo governo, aborda a situação emergencial enfrentada pela Fraport após as chuvas. A agência reguladora reconheceu a situação como caso fortuito, o que pode permitir a renegociação dos termos contratuais e possível ressarcimento. O contrato de concessão do Aeroporto Salgado Filho, vigente até 2042, foi firmado em agosto de 2017 por um período de 25 anos. A concessão inclui a reestruturação e modernização do aeroporto, com investimentos que ainda não foram totalmente especificados. A Fraport está empenhada em cumprir suas responsabilidades, mas solicitou assistência financeira devido aos prejuízos causados pelas enchentes. O reequilíbrio financeiro é essencial para cobrir os custos de reconstrução e outros impactos financeiros. A reunião de hoje busca definir um cronograma claro para a reabertura do terminal, com testes de segurança na pista sendo um pré-requisito essencial. A expectativa é que, se aprovados os testes, os voos possam ser retomados em dezembro. (G1


Governo do Paraná apresenta projetos em infraestrutura e ações para prevenção de eventos climáticos:  Ontem (18), o Governo do Estado do Paraná, por meio do governador Carlos Massa Ratinho Júnior (PSD), apresentou os projetos de infraestrutura em andamento e as principais ações do governo contra grandes eventos climáticos durante a conferência regional Infra Sul GRI 2024, realizada na capital. O evento reuniu empresários e investidores das áreas de infraestrutura, construção e mercado imobiliário para discutir investimentos que visam a adaptação climática. O objetivo da apresentação foi destacar o maior plano de concessões rodoviárias do Brasil e os investimentos em pesquisa e sistemas de alerta para desenvolver respostas à emergência climática. O projeto atual inclui a criação do Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (Napi) Emergência Climática da Fundação Araucária, com mais de 50 pesquisadores das universidades estaduais. Este grupo está dedicado à avaliação de cenários e possibilidades envolvendo sustentabilidade e eventos climáticos. Os detalhes das iniciativas incluem um investimento de R$ 90 milhões em novos radares e centros meteorológicos espalhados pelo estado que devem melhorar os sistemas de alerta à população. Além disso, está prevista a construção de novos parques urbanos, com investimentos de quase R$ 80 milhões. (Folha do Litoral


Indicadores apontam redução no consumo de energia elétrica em abril de 2024: De acordo com os dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o uso de energia elétrica em abril deste ano, em relação ao mês de março, apresentou uma redução de -1,02%. A queda da performance do indicador foi puxada pelo segmento Residencial (-4,26%), seguido pela redução no consumo Industrial (-0,76%) e Comercial (-0,95%). Por outro lado, o setor Outros apresentou a variação positiva de +1,68%. Já em relação ao mesmo período de 2023, foi identificado o crescimento de +5,85%, com crescimento do consumo de todos os segmentos: Residencial (+9,46%), Comercial (+6,51%), Industrial (+3,66%) e Outros (+2,87%). No acumulado do ano, quando comparado ao mesmo período de 2023, todos os segmentos monitorados apresentaram crescimento, com variação positiva de +6,90%. A maior alta no consumo Residencial (+11,33%), Comercial (+7,95%), Industrial (+3,88%) e Outros (+3,41%). 


Outras notícias


  • Nessa segunda-feira (17), a Prefeitura de Caxias do Sul (RS) anunciou que a concessão do futuro Aeroporto de Vila Oliva será planejada após a finalização dos projetos do complexo e dos acessos, mas ainda está na fase de estudo de viabilidade. Neste momento, o Governo Federal disponibilizou R$ 200 milhões do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac) para a construção inicial, com a concessão prevista para complementar os investimentos, ampliando a pista e construindo um terminal de cargas, com o término das intervenções, o objetivo é atrair investimentos privados. O projeto faz parte do Programa de Desenvolvimento da Aviação Regional do governo federal, que foca em aeroportos menores. (GZH


  • No início da semana (17), a Prefeitura Municipal de Macaé (RJ) exigiu do Governo do Estado do Rio de Janeiro a garantia de repasses financeiros para a saúde e a liberação de verbas para obras de infraestrutura nos municípios do Norte e Noroeste Fluminense. A reivindicação foi feita em conjunto com o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento do Norte e Noroeste Fluminense (Cidennf). A pauta discutida pelo Cidennf com o governador Cláudio Castro (PL) incluiu a redistribuição do orçamento estadual para financiar serviços de urgência e emergência em saúde, acompanhando a expansão populacional impulsionada por setores como o petróleo, a agroeconomia e os serviços. (O Dia)  

  • Ontem (18), a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) e a Vicunha Serviços anunciaram a implementação de uma segunda estação de tratamento de efluentes industriais e produção de água de reuso em Maracanaú, por meio de uma Parceria Público-Privada (PPP). O projeto contará com um investimento de aproximadamente R$ 100 milhões, dos quais R$ 60 milhões serão financiados pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB). A estação deverá produzir 150 mil metros cúbicos de água de reuso por hora, assim, o objetivo é reduzir o uso de água de mananciais nos processos industriais, priorizando o consumo humano. A estação de tratamento deverá diminuir a escassez de água potável no estado, especialmente, na indústria de jeans, que consome cerca de 5 mil litros de água por peça. A unidade anterior é capaz de tratar 50 mil litros de efluentes por hora, com capacidade de expansão. (GZH)



Painel Infra Mensal











Posts recentes

Ver tudo

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 12/07/2024

Destaques do Dia 12/07/2024 João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com Governo de São Paulo opta revogar a concessão da Linha-15 Prata: Hoj

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 11/07/2024

Destaques do Dia 11/07/2024 João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional assina contra

INFRAESTRUTURA EM DESTAQUE - 10/07/2024

Destaques do Dia 10/07/2024 João Pedro Boskovic Cortez joao.cortez@vallya.com Alan da Mota Penteado Rafaini alan.rafaini@vallya.com Governo Federal investe em infraestrutura de transportes no Acre: O

Kommentare


CONTATO
bottom of page